A tela do celular é composta por várias camadas além da que vemos, que inclui o vidro, sensores e o LCD. O vidro é a parte externa a qual tocamos para acionar a função de touch que possibilita mexermos nas aplicações do celular, ou seja, usar o celular. 

Mas além de ser mais um dos componentes da tela, o vidro serve como um escudo e por isso é importante que ele esteja sempre em perfeitas condições. 

Uma pesquisa realizada pela Motorola, em 2015, apontou que pelo menos 50% dos donos de smartphones no mundo já tiveram suas telas quebradas, e 23% continuaram a utilizar o aparelho nesse estado. 

Pensando nesse cenário, listamos aqui quatro dicas para você saber o que fazer caso o vidro do seu celular quebre:

Dica 1 –  Descubra se o problema é no vidro ou na tela

Saber ao certo qual dos dois precisa de conserto te ajudará na procura pela solução adequada; e a melhor forma de descobrir é mexendo no próprio celular: veja se o touch continua operante e se não há grandes manchas na imagem. Caso tudo esteja ok, então a avaria provavelmente está apenas no vidro. 

Dica 2 – Não continue usando o aparelho

Mesmo sendo algo quase imperceptível, ou que esteja no canto inferior do aparelho, é importante fazer a troca do vidro o quanto antes. 

Isso porque ao trincar ou quebrar o vidro, ele perde sua capacidade de proteção, e elementos como suor, poeira, água e fragmentos do próprio vidro acabam passando pelas rachaduras e entrando em contato com o LCD, comprometendo a integridade do visor. 

Dica 3 – Não tente resolver o problema em casa

Se você viu na internet que pasta de dente e super cola resolvem o problema de vidros trincados, saiba que isso é mito.

A pasta de dente não tem o poder de restaurar ou colar vidro, e ao passá-la na fissura ela pode acabar entrando em contato com o LCD. Já a super cola, além de manchar ao secar e não sumir com o trincado, pode dar um prejuízo ainda maior ao impossibilitar a troca somente do vidro.

Nesse vídeo aqui falamos mais sobre mitos e verdades nos cuidados com smartphones.

Dica 4 – Procure um especialista

É importante levar o aparelho trincado em uma assistência especializada ou autorizada o quanto antes.

Dependendo do preço do celular, você pode ficar com receio de ter que desembolsar altos valores para consertar um “pequeno” trincado, mas como já falamos, com o tempo há grandes chances desse problema se agravar e você ter que trocar de aparelho mais cedo do que imaginava.

Se você não sabe se em sua cidade há um especialista, pode, por exemplo, fazer uma busca utilizando o Google Maps para encontrar assistências especializadas na troca de vidro. Assim, além de pesquisar quais oferecem a melhor oportunidade em custo-benefício, você ainda pode ver as avaliações de clientes que já utilizaram o serviço.

Aqui na Fix, por exemplo, estamos localizados na cidade de São Paulo, mas recebemos aparelhos do Brasil inteiro. Para saber mais sobre nosso serviço é só clicar aqui.

Deixe uma resposta